João Nunes em Gramado: Festival de Cinema de Gramado terá sua edição mais inclusiva em 46 anos

0
278

João Nunes/Curitiba

Pensando em proporcionar acessibilidade a todos que desejam viver o maior festival de cinema ininterrupto do Brasil, o Festival de Cinema de Gramado realiza em 2018 a edição mais inclusiva de sua história. Pelo menos 12 filmes terão recursos de acessibilidade como audiodescrição ou legenda descritiva (closed caption), possibilitando que pessoas com deficiência consigam prestigiar a exibição dos filmes.

Nos últimos anos, o recurso de audiodescrição – que narra com detalhes em tempo real as cenas que aparecem na tela – já foi incorporado à programação em algumas das sessões, bem como a legenda descritiva para que os surdos também consigam acompanhar a exibição. Além das sessões com acessibilidade, será promovido, dia 18 de agosto, no Teatro da FAURGS, a partir das 10h, o XIII Encontro Nacional da Legenda em Gramado, iniciativa apoiada pelo Festival e pela Gramadotur, autarquia realizadora do evento.

Fora de competição, acontece ainda, no Teatro Elisabeth Rosenfeld, uma mostra especial com recursos de acessibilidade de dois longas-metragens a serem definidos. Completando a programação acessível, o Festival contará com LIBRAS na noite de abertura, na noite de premiação da Mostra Gaúcha de Curtas e na cerimônia de encerramento.

Confira as sessões com acessibilidade do 46º Festival de Cinema de Gramado:

Sessões para surdos com legenda descritiva (closed caption)

Sexta-Feira, 17 de agosto

Filme de abertura: “O Grande Circo Místico”, de Cacá Diegues

Longa-metragem Brasileiro: “A voz do Silêncio” (SP), de André Ristum

Sábado, 18 de agosto

Curta-metragem brasileiro: “Um Filme de Baixo Orçamento” (SP), de Paulo Leierer

Longa-metragem estrangeiro: “Las Herederas” (Paraguai/Brasil/Uruguai/França/Alemanha), de Marcelo Martinessi

Curta-metragem brasileiro: “Guaxuma” (PE), de Nara Normande

Longa-metragem brasileiro: “Benzinho” (RJ), de Gustavo Pizzi

Sessões para cegos com audiodescrição ao vivo

Terça-feira, 21 de agosto

Curta-metragem brasileiro: “Catadora de Gente” (RS), de Mirela Kruel

Longa-metragem estrangeiro: “Mi Mundial” (Uruguai/Argentina/Brasil), de Carlos Morelli

Curta-metragem brasileiro: “A retirada para um coração bruto” (MG), de Marco Antonio Pereira

Longa-metragem brasileiro: “Ferrugem” (PR), de Aly Muritiba

Ministério da Cultura, Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, e Snowland apresentam o 46º Festival de Cinema de Gramado. Lei de Incentivo à Cultura. Patrocínio: Casa Aveiro By Dolores. Apoio especial: Gramado Parks. Apoio: Stemac, Grupo Geradores, Lugano, Cristais de Gramado, G2 Net Sul e ENIT – Agencia Nacional Italiana de Turismo. Apoio institucional: Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul, Fundacine, ACCIRS, IECINE, APTC/ABD RS, SIAV e Museu do Festival de Cinema de Gramado. Agência Oficial: Vento Sul Turismo. Agente Cultural: AM Produções. Promoção: Prefeitura de Gramado. Financiamento Pró-Cultura RS, Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Realização: Gramadotur, Ministério da Cultura, Governo Federal.

45º Festival de Cinema de Gramado 2017 - 18/08/2017 - Deficientes visuais acompanham a exibição do longa-metragem brasileiro "O Matador" por audiodescrição - Crédito Cleiton Thielle/ Pressphoto
45º Festival de Cinema de Gramado 2017 – 18/08/2017 – Deficientes visuais acompanham a exibição do longa-metragem brasileiro “O Matador” por audiodescrição – Crédito Cleiton Thielle/ Pressphoto

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA