Tudo Azul: Exposição “Novembro Azul” incentiva prevenção do câncer de próstata

0
21

Quadros são retratos de homens que enfrentaram a doença e estarão expostos no Espaço Cultura do Edifício Maringá, da CAA/PR, a partir do dia 13 de novembro

Um dos quadros da exposição “Novembro Azul” (Divulgação)

O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens e de acordo com estimativas do INCA – Instituto Nacional do Câncer, em 2018, serão registrados 68 mil novos casos da doença no Brasil e, aproximadamente, 14 mil mortes. Para alertar o público masculino sobre a importância do autocuidado, novembro foi escolhido como o mês da conscientização sobre a neoplasia. Simbolizado pela cor azul, o movimento é mundial e prioriza ações visando à realização de exames para diagnóstico precoce e redução da mortalidade.

A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda o rastreamento do câncer de próstata (PSA e toque retal), anualmente, para todos os homens dos 50 aos 75 anos. A instituição também informa que negros ou com história familiar, pai ou irmão com câncer de próstata, apresentam maior risco de desenvolver a doença, e devem iniciar o rastreamento a partir dos 45 anos. Alguns desses tumores podem se desenvolver de forma rápida, espalhando-se para outros órgãos e podendo levar à morte. A grande maioria, porém, cresce de forma tão lenta (leva até 15 anos para atingir 1 cm³ ) que não chega a dar sinais durante a vida e nem a ameaçar a saúde do homem.

Arte incentiva a prevenção

A artista visual Lilian Cunha 

Durante o Novembro Azul, Caixa de Assistência dos Advogados do Paraná promove uma série de ações em defesa da saúde do homem e contra o câncer de próstata. Uma delas é a exposição “Novembro Azul”, da artista visual Lilian Cunha, que será aberta em 13 de novembro, às 18h30, no Espaço Cultura do Edifício Maringá, no centro de Curitiba. Com cinco quadros, criados pela técnica acrílica sobre tela com dimensões 90cm X 70cm, a mostra apresenta retratos de homens da família da artista que enfrentaram a doença.

Lilian Cunha assinala que pretende com a exposição enfatizar a importância do diagnóstico precoce da doença. “Quatro dos cinco retratados foram vítimas fatais do câncer de próstata devido à descoberta tardia”, observa. Para ela, os trabalhos têm a intenção de evocar um sentido mais afetivo, “pois é uma oportunidade de homenagear esses homens que, apesar de anônimos ao grande público, fazem ou fizeram parte da história da minha vida”, sublinha a artista.

Formada em artes visuais com especialização em metodologia do ensino de arte e em arte, terapia e ensino, Lilian é professora de arte na rede pública estadual do Paraná, e optou pelo gênero do retrato e de temas religiosos para desenvolver os trabalho, e denomina seu estilo como “Realismo Místico ou Transcendente”. O portfólio da artista traz a série de autorretratos “Cores Litúrgicas”. As pinturas de temas religiosos permeiam todo o percurso poético da artista. Retratos de santos, da Virgem e de Jesus Cristo, além de fazerem parte de suas vivências desde “Com os rostos de santos e santas, compartilho também meus próprios anseios e indagações acerca da vida humana inserida no mistério da cristificação”, explica. 
Mais informações sobre a artista em: http://liliancunhaartista.wix.com/pintura-realista

Serviço No Sofá:
Exposição “Novembro Azul” com Lilian Cunha
Abertura: terça-feira (13 de novembro), às 18h30
Local: Espaço Cultura do Edifício Maringá (Rua Cândido Lopes, 146), Centro – Curitiba-PR
Informações: (41) 3513- 2800

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA