Coluna Fatos & Fotos do Festival By João Nunes

0
1063
Espelho Para Cegos tem 9 palcos com ações simultâneas
“Espelho para Cegos”, a montagem da Companhia Teatro dos Novos (CTN) no Festival de Teatro de Curitiba, traz nove palcos diferentes com atuações simultâneas, além de três cenas com vídeos em uma tela de projeção e o convite para o espectador entrar no espaço cênico. O texto é do dramaturgo romeno Matéi Visniec, autor do livro “Teatro Decomposto ou O Homem-Lixo”. A direção é de Marcio Meirelles. Há ainda um outro espetáculo no Festival com textos de Matéi: “2xMatei”, este com direção de Gilberto Gawronski.
Sobre “Espelho Para Cegos”: http://festivaldecuritiba.com.br/noticias/ver/167
Autor romeno viu versão brasileira para sua obra

As metáforas de Matéi Visniec em “Espelho Para Cegos” agradaram o público baiano e mineiro ao exigirem uma percepção sensível e aguçada, com muitas possibilidades interpretativas. Nada é gratuito, aleatório ou se detém apenas numa única leitura. “Tivemos a honra de ter Visniec na plateia em uma das apresentações em Salvador. Ele gostou muito do que viu e disse que ‘o teatro não pode nunca dar respostas completas, mas é importante que ele possa trazer a tona questões essenciais’. Eu concordo”, relembra o diretor Marcio Meirelles.
Menino prodígio

Diogo Liberano, diretor de “Concreto Armado”, da Mostra 2014 do Festival de Teatro de Curitiba, é um prodígio. Com apenas 26 anos, acumula uma consistente carreira como dramaturgo e diretor de teatro. Neste ano, ele retorna com o quinto trabalho à frente da sua companhia, o Teatro Inominável, do Rio de Janeiro. “Concreto Armado” parte dos preparativos para a Copa do Mundo para desenhar uma tragédia carioca no mesmo estilo de trabalhos anteriores de Liberano. A peça, que estreia na Mostra 2014, tem tudo para ser um dos destaques do Festival deste ano.
Reincidente

Esta é a terceira vez que Diogo Liberano vem ao Festival de Curitiba. Em 2012, ele estreou no Fringe um dos mais aclamados espetáculos de sua companhia, “Sinfonia Sonho”. No ano passado, ele veio com “Maravilhoso”, dirigido por Inez Viana (que retorna à Mostra 2014 dirigindo “Nem mesmo todo o oceano”) e com dramaturgia dele. Também no ano passado, trouxe “Vazio é o que não falta, Miranda”, um dos mais elogiados da sua carreira.
Obra em andamento

A programação da Mostra 2014 do Festival de Teatro de Curitiba traz ensaios abertos de “Nus, Ferozes e Antropófagos”, produção franco-brasileira que reúne a companhia brasileira de teatro, o coletivo Jakart/Mugiscué e o Centro Dramático Nacional de Limousin, ambos franceses. Tem direção de Marcio Abreu, da companhia brasileira de teatro, e dos franceses Pierre Pradinas e Thomas Quilladert.
11 Mostras no Fringe

No Fringe há também a possibilidade de grupos e companhias se reunirem para apresentar mostrar próprias, criando um invólucro para trabalhos com linguagens ou linhas de pesquisa semelhantes. Neste ano, o público encontrará onze mostras: Coletivos de Pequenos Conteúdos, ES em Cena, Mostra Internacional de Solos (MIS), Mostra Ademar Guerra, Mostra Ateliê de Histórias, Mostra Ave Lola, Mostra Baiana, Mostra Novos Repertórios, Mostra Sesi Dramaturgia, Mostra Seu Nariz e Mostra Sonora Cena.
Lotadas
·         “Contrações”: as duas sessões, nos dias 28 e 29 de março
·         Risorama: sessões das 20h e das 22h30 do dia 29 de março, sessão das 20h do dia 2 de abril (já está com ingressos de sessão extra à venda).
·         “A Importância de Ser Perfeito”: nos dias 4 e 5 de abril
Poucos ingressos
·         Risorama: restam poucos ingressos para a sessão do dia 1° de abril às 20h.
·         “LaborAtorial”: nos dias 3 e 4 de abril, com poucos ingressos disponíveis.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here