Clube Melissa Apresenta: Fatos & Fotos do Festival By João Nunes

0
1112
Guritiba musical
Mostra infantil do Festival de Curitiba terá espetáculos premiados e a estreia de Guta Stresser na direção
O Guritiba chega a sua sexta edição no Festival de Curitiba apostando na música e em vários espetáculos de qualidade já reconhecida por premiações e pelo público. Seis montagens compõem o certame voltado ao público infantil do 23.º Festival de Curitiba, que começou no dia 4/4. Entre as atrações, a estreia na direção da atriz Guta Stresser, em “O Médico que Tinha Letra Bonita”. Completam a programação “Operilda na Orquestra Amazônica”, “Criaturas”, “Sobrevoar”, “O Buraco no Muro” e “Rádio Show – Banda Mirim”.

A mostra segue até 13 de abril, no ParkCultural do ParkShoppingBarigüi. Os ingressos estão à venda no site (www.festivaldecuritiba.com.br) e na bilheteria do ParkShoppingBarigüi. O valor é R$40 (R$20, a meia entrada). Uma novidade deste ano é o combo família: quem comprar a partir de dois ingressos do Guritiba ganha o direito de levar toda a família pagando meia – entrada.

Um espaço temático também foi preparado para recepcionar a criançada com muita brincadeira e diversão antes das apresentações.
Programação:

Em “O Buraco do Muro” três crianças vidradas em internet começam a receber misteriosas mensagens em seus celulares sobre um tesouro escondido atrás de um muro. Os meninos resolvem atravessar “o buraco do muro” e se deparam com um monte de objetos velhos, roupas, bonecos, adereços empoeirados e livros, enquanto as pistas vão convencendo de que para encontrar o tesouro devem ler diversos clássicos da literatura.  

A companhia Maracujá Laboratório de Artes usa técnicas de animação como manipulação direta, bonecos infláveis e teatro de sombras. Manipula também grandes sanfonados que se transformam o tempo todo em vários elementos do cenário (como o mar da cena de Moby Dick, o próprio muro, o jardim da Rainha de Copas do País das Maravilhas, entre outros elementos).  O espetáculo foi indicado na categoria “melhor espetáculo infantil nacional 2013” pelo Prêmio Arte Qualidade Brasil, “Melhor espetáculo em sala convencional 2013” pelo Prêmio CPT (premiação em 2014) e “melhor autor, iluminação e cenografia” pelo Prêmio FEMSA 2013 (premiação em 2014).
    Foto: João Caldas/No Sofá/ Festival de Curitiba
Com música  tocada ao vivo, “Operilda na Orquestra Amazônica” foi o vencedor, em São Paulo, do prêmio APCA 2013 na categoria Melhor Musical Infantil. A divertida montagem mostra para crianças e adultos que a música erudita não é uma arte de difícil acesso. Além do APCA, o espetáculo dirigido por Regina Galdino, com direção musical do maestro Miguel Briamonte, também concorre ao prêmio FEMSA 2013 nas categorias “melhor atriz”, “trilha sonora” e “categoria especial pela divulgação da música erudita e folclórica”.

Operilda, interpretada pela atriz Andréa Bassitt, é uma feiticeira “do bem” que sonha em ter uma orquestra e recebe  como missão contar para as crianças a história da música erudita no Brasil em uma hora. Se conseguir, ganhará a tão sonhada orquestra. Ao longo do espetáculo, Operilda passeará por diferentes ritmos musicais, estilos e compositores históricos da música erudita brasileira como Alberto Nepomuceno, Padre José Maurício, Carlos Gomes, Ernesto Nazareth, Chiquinha Gonzaga, Xisto Bahia, Villa-Lobos, Camargo Guarnieri, Guerra-Peixe e Tom Jobim.
    Foto: Mariana Piza/No Sofá/ Festival de Curitiba
O “Rádio Show”, com a Banda Mirim,  por sua vez, é uma pequena homenagem aos antigos programas de rádio transmitidos ao vivo, direto de um auditório, com plateia participativa e convidados especiais. O musical mistura elementos de todas as criações do grupo e é conduzido por Odilon Fernandes, apresentador do programa na Rádio Sapecado AM que leva seu nome. Com o patrocínio do Creme Tomatol e do Elixir de Inhame Xavier, um exclusivo conjunto musical, formado por bateria, sopros, percussão, sanfona, violões, baixo e guitarra acompanha os convidados.
Com dramaturgia de Pedro Bricio, “O médico que tinha letra bonita” marca a estreia da atriz curitibana Guta Stresser na direção. “O Médico” usa a inusitada história de um garoto que falava com os pés para tratar com leveza de assuntos sérios, como o bullyng.  No musical, Guta contracena com Vinicius Moreno (o Florianinho do seriado “A grande família”), que estreou nos palcos vivendo este personagem, um menino diferente dos outros e que precisa a aprender a lidar com isso. No palco está também uma banda cujos integrantes dão voz a outros personagens da trama. 

Serviço No Sofá:
O Buraco do Muro. Dias 08 e 9/4 às 19h.
Rádio – Show – Banda Mirim. Dias 10 e 11/04 às 19h;
Operilda. Dias 12 e 13/04 às 16h
O Médico que tinha letra bonita. Dias 12 e 13 às 19h.
Todas as apresentações acontecem no ParkCultural do ParkShoppingBarigüi.
Ingressos estão à venda no site do Festival de Curitiba (WWW.festivaldecuritiba.com.br) e na bilheteria do Festival de Curitiba instalada noParkShoppingBarigüi.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here