Festival de Curitiba: Teatro Guaíra e Guairinha fora da programação do Festival de Curitiba. E quem perde com isso é o público

0
1135
Impasse com a Disk Ingressos, empresa responsável pela bilheteria do Centro Cultural Teatro Guaíra, deixa um dos marcos culturais do Paraná fora da 25ª edição do evento

Um impasse entre a empresa que administra a venda de ingressos do Centro Cultural Teatro Guaíra (CCTG), a Disk Ingressos, e a organização do Festival de Curitiba terminou com a saída dos seus dois principais auditórios, o Guairão e o Guairinha, da programação da 25ª edição do evento. Com isso, o CCTG não vai receber sete dos oitos espetáculos que estavam programados para exibição nos dois espaços. 

A única exceção é a manutenção de “La Cena” no Guairinha. Estreia nacional, a montagem é uma criação inédita para o G2 – Cia. de Dança do Teatro Guaíra. Os demais espetáculos previstos para os dois auditórios foram transferidos para a Ópera de Arame e o Teatro da Reitoria, com ingressos à venda pelas bilheterias do Festival e no site do evento (www.festivaldecuritiba.com.br).

Segundo o diretor do Festival de Curitiba, Leandro Knopfholz, a decisão foi motivada pelo modelo adotado pela administradora de venda de ingressos do CCTG, a empresa Disk Ingressos. “O atual modelo é prejudicial não só para o Festival, mas para toda a cadeia produtiva das artes”, comenta.

Com um sistema próprio para comercialização de ingressos, o Festival de Curitiba não pode operar as vendas para os dois auditórios do CCTG. “Delegar o serviço de venda de ingressos a um terceiro que não tem comprometimento com a manifestação artística, não possui vínculos com o espetáculo apresentado, que é indiferente em relação à importância da arte e da cultura prejudica e, em casos como o que vemos agora, até inviabiliza a atividade econômica atrelada às artes e, no caso, ao Festival”, elucida Knopfholz.

Ainda assim, por considerar a importância do Centro Cultural Teatro Guaíra, um dos principais marcos culturais do Paraná e um dos espaços mais cultuados pela classe artística nacional, o Festival de Curitiba optou por manter sua abertura no Guairão, com o espetáculo “Bethânia e as palavras”. O evento será exclusivo para convidados.

Novos espaços

Com a saída dos dois auditórios do CCTG da Mostra, os espetáculos “Why The Horse”, com Maria Alice Vergueiro, o uruguaio Tebas Land e o solo do ator Matheus Nachtergaele, “Processo de Conscerto do Desejo”, antes previstos para exibição no Guairinha, foram transferidos para o Teatro da Reitoria. Os musicais “O Beijo no Asfalto” e “Urinal, O Musical”, bem como as comédias “Portátil”, do Porta dos Fundos, e “Morte Acidental de um Anarquista”, com Dan Stulbach, que seriam apresentados no Guairão, foram realocados na Ópera de Arame.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here