No Sofá: Ortoart – O destaque paranaense da ortopedia

0
40

Arthur Moro – CEO da Ortoart -Fotos by Valterci Santos/No Sofá

Ortoart se consolida no sul do país como uma das maiores empresas de órteses e próteses e com expansão exponencial, mira em filiais espalhadas pela região

Há quinze anos, o empresário paranaense Arthur Moro iniciou sua empreitada profissional no ramo de representação de produtos hospitalares. O passar do tempo e sua crescente  penetração e reconhecimento no mercado fizeram com que o jovem, na época com 25 anos, estabelecesse contatos que seriam importantes em sua trajetória.

Depois de uma crise enfrentada pelo segmento, Moro propôs ao seu empregador, receber os produtos de estoque como pagamento pelos seus serviços. A estratégia deu certo e ali nascia a Ortoart, hoje referência paranaense que está ganhando cada vez mais espaço e notoriedade no mercado nacional quando o assunto são as próteses ortopédicas.

De 15 anos para cá, o cenário mudou bastante. O empresário concretizou parcerias, iniciou novos contratos e atualmente responde como distribuidor exclusivo para os estados do sul do país da companhia Depuy Synthes,marca de próteses da gigante mundial da saúde, Johnson & Johnson.

Em média, a Ortoart intermedia cerca de 30 cirurgias ortopédicas por dia somente em Curitiba. Sua atuação se dá, principalmente, pelos planos de saúde, hospitais e médicos. Entre os destaques estão as próteses de joelho, quadril, ombro e implante para traumatologia e medicina esportiva.

Crescimento Expressivo

O setor no qual a Ortoart atua sofreu os impactos negativos da pandemia, pois as cirurgias eletivas foram suspensas, e com isso houve a queda expressiva dos procedimentos cirúrgicos. Porém, com o avanço da vacinação e retomada dos procedimentos, o segmento experimentou significativa melhora, o que trouxe a Ortoart a um crescimento expressivo (400%) somente em 2021. Reflexo disso são os investimentos realizados no negócio somente neste ano, cerca de R$ 25 milhões.

Desde de maios de 2021, a empresa está localizada em sede nova, deixando para trás um espaço de 250 metros quadrados, ocupando atualmente 700M2, “que já está pequeno”– afirma Arthur Moro.

A matriz congrega um moderno espaço de educação continuada, com o que há de mais tecnológico para apresentações, inclusive comportndo treinamentos com realidade virtual. O espaço também é concedido aos médicos para que utilizem a estrutura para apresentações e treinamentos de suas equipes.

Na contramão de um cenário econômico que se mostrava pouco promissor, a empresa triplicou seu quadro de funcionários. Para oferecer o que há de melhor e um serviço completo, desde a indicação cirúrgica, a empresa investe também em instrumentadores qualificados. “Hoje, quando chega uma solicitação de cirurgia na Ortoart, imediatamente buscamos a melhor solução em nosso estoque. Com a cirurgia confirmada e o material pronto para ser disponibilizado, encaminhamos nossa equipe,com todo o equipamento necessário para auxiliar o médico durante o procedimento. Isso fez com que as cirurgias ortopédicas acompanhadas pela equipe  da Ortoart ganhassem mais qualidade e agilidade”, revela.

De olho no futuro

Para o último trimestre do ano, a gigante paranaense começa a expandir os horizontes. Em outubro, a Ortoart inaugura a primeira filial fora do Paraná, em Joinville/SC, em seguida, firma raízes em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul e, em 2022, segue para novas filiais no interior dos três estados.

“Nosso objetivo é, até o fim de 2022, ter ao menos uma filial nas principais cidades do sul do país. Nossos plano de expansão são ousados, mas conscientes. Queremos levar a toda região o que há de melhor em tecnologia e qualidade no seguimento de órteses e próteses”, conclui o empresário.