Com nova curadoria Festival de Curitiba reencontra a cidade e a diversidade da produção cênica brasileira

45
1282
Um público estimado de 180 mil pessoas assistiu a 350 espetáculos em 65 espaços da cidade, incluindo terminais de ônibus e praças

Festival de Curitiba encerrou a 25.a edição, neste domingo (3/4), com um público de 180 mil pessoas para quase 350 espetáculos em 65 espaços da cidade.

A Mostra 2016 teve como novidade a curadoria feita pelo ator Guilherme Weber e o diretor Márcio Abreu que trouxeram 34 espetáculos que retrataram o momento da diversidade artística brasileira e recuperaram a identidade do evento com a cidade.

Assim, “Nuon”, da local Ave Lola Espaço de Criação, e “La Cena”, da G2, uma das companhias de balé do Teatro Guaíra, representaram a produção curitibana e foram duas das quatro estreias nacionais. Além disso, a Mostra 2016 também trouxe a Curitiba Mostra, com curadoria de Nena Inoue, em que artistas curitibanos interpretaram a obra autores locais em cinco espetáculos.
Ainda na pegada local, a Mostra Iliadahomero apresentou 24 paranaenses interpretando os 24 cantos da Ilíada em 24 horas de teatro.

Três espetáculos – “Hamlet – Processo de Revelação”, “Medida por Medida” e “Macbeth” – e um minicurso celebraram os 400 anos do autor inglês William Shakespeare. Houve um espetáculo internacional e dois de dupla nacionalidade.

Outra intenção dos dois curadores foi apresentar uma grande abrangência de modos de fazer teatro, abordagens temáticas e formatos, como solos de dança, performance, happenings, improvisações, música e outras manifestações hoje existentes nas artes cênicas brasileiras.

Uma novidade da Mostra 2016 foi um olhar mais apurado para o palco com os Encontros de Crítica após os espetáculos, encontros temáticos entre artistas participantes e com o evento Crítica Performativa.

No sentido de proximidade com a cidade, o Fringe buscou a interação com os moradores, indo para quatro terminais de ônibus e 11 praças. Ao todo, dos seus 312 espetáculos, 42 foram grátis. Embora não tenha curadoria, o Fringe manteve em sua programação oito mostras especiais que trouxeram espetáculos com curadoria própria, cinco delas de outras cidades e uma delas vinda de Portugal, a Mostra Novo Teatro Português.

O Festival também manteve os eventos simultâneos: Gastronomix – com atrações gastronômicas de todo o país , MishMash – uma programação de variedades para a família -, o Guritiba – com espetáculos voltados para o público infantil e, este ano, uma exposição interativa de brinquedos gigantes da década de 80 – e o Risorama – com apresentações de Stand Up Comedy. 

Patrocinadores

Os eventos do Festival de Curitiba contam com o patrocínio e apoio de diversas empresas e instituições que acreditam na valorização do Teatro. A 25ª edição do Festival é apresentada por Cielo e Prefeitura de Curitiba e tem o patrocínio de Copel Telecom, Petrobras, Renault e UEG Araucária. O Festival tem ainda parceria com o Shopping Mueller, Palladium Shopping Center, Pátio Batel e ParkShoppingBarigüi, locais onde estão instaladas as bilheterias oficiais para venda de ingressos.

Os eventos simultâneos contam com patrocinadores específicos. O Gastronomix é patrocinado por Cielo e Melitta. O evento terá louça oficial da Oxford Porcelanas. Já o Guritiba é apresentado por Parati. O MishMash é apresentado pela Unimed Curitiba e por Ferramentas Worker.
Displaying Quem Tem Medo de Travesti_1_Luiz Alves.jpg
“Quem tem medo de travesti”
Displaying Morte acidental de um anarquista_2_João Caldas Fº_.jpg
 “Morte Acidental de um anarquista”
Displaying nordestinos1.JPG
“Nordestinos”
Displaying MatheusNachtergaele_Processo_de_Conscerto_do_Desejo_FotoALTA02_MarcosHermes.jpeg
 “Processo de Conscerto do Desejo”
Fotos: Divulgação/ www.joaonunes.com.br

45 COMMENTS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here