Festival de Cinema de Gramado by João Nunes

0
1003

“A Oeste do Fim do Mundo”, “A Coleção Invisível”, “Até Que a Sbórnia nos Separe” e “Acalanto” inauguram nova fase do júri popular do Festival de Cinema de Gramado


João Nunes/Redação
DRT-7277-PR

Em 2013, o Festival de Cinema de Gramado modificou o formato de seu júri popular. Anteriormente formado por leitores de diversos jornais do Brasil, o júri, agora, é formado pelo público presente nas sessões do Festival. As votações aconteceram sempre nas exibições noturnas. No final de cada sessão, o público presente ganhava uma cédula e marcava sua nota, de 1 a 5. Fez-se, então, a média de cada filme para eleger os vencedores.
Nessa nova fase, quatro filmes se consagraram. A coprodução Brasil/Argentina “A Oeste do Fim do Mundo”, de Paulo Nascimento, (foto 2) consagrou-se na mostra competitiva de filmes estrangeiros. “Acalanto”, de Arturo Saboia, foi eleito o melhor curta-metragem brasileiro. Já entre os longas brasileiros, o baiano “A Coleção Invisível”, de Bernard Attal, ( foto 1) e o gaúcho “Até Que a Sbórnia nos Separe” (foto 3), da dupla Otto Guerra e Ennio Torresan Jr. foram eleitos os melhores filmes.

O Festival de Cinema é uma realização do Ministério da Cultura e da Prefeitura de Gramado. Conta com financiamento da Secretaria de Estado da Cultura, patrocínio Master da Petrobras, patrocínio da Stella Artois e Oi, copatrocinio do Banrisul e Apoio Especial da DUOCASA. A Um Cultural é responsável pelo planejamento cultural e produção do evento.
    
   

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here