Coluna By No Sofá com João Nunes- 28 de fevereiro de 2018

0
1237

Grand Hotel Rayon reinaugura em soft opening

Foto antiga de acervo do hotel

***** Um dos mais tradicionais hotéis de Curitiba reinaugura em nova fase. Após nove anos, o empresário fundador Douglas Borcath volta à administração do Grand Hotel Rayon, que reabriu nesta segunda-feira, dia 26 de fevereiro, em formato soft opening. Com 159 apartamentos e suítes, coube ao arquiteto Eduardo Mourão fazer um retrofit na recepção e no restaurante Garbo, que também já abre ao público, operando sob o comando do chef Claude Bezerra e com um menu focado na gastronomia internacional. Adorei saber a notícia e desejo aos investidores permanência, sucesso e foco. Como também atuo na área de atendimento ao consumidor, observo principalmente a falta de qualidade no setor. Palavra nova no mercado- Quagilidade  – Qualidade e Agilidade no atendimento ao consumidor é o primordial. Vida longa! 

Douglas Borcath com todas as chefias do Grand Hotel Rayon Foto: Divulgação/No Sofá
Douglas Borcath com todas as chefias do Grand Hotel Rayon
Foto: Divulgação/No Sofá

As portas do Espaço Cultural do Hospital IPO abrem-se para receber a exposição “Luz dos Pinheirais” de Josélia Nassar

pinheiro-7

Com curadoria de Eloir Jr. e Carla Schwab, o Espaço Cultural IPO, do Instituto Paranaense de Otorrinolaringologia, recebe desde ontem até o dia 9 de maio, a exposição “Luz dos Pinheirais” da artista Josélia Nassar. Em alusão a árvore símbolo do Paraná, o Pinheiro, a mostra é comemorativa e brinda Curitiba nos seus 325 anos de fundação.

Paisagens bucólicas e ao mesmo tempo saudosistas e encantadoras, transportam o espectador a uma ambientação de nossas raízes, onde em campos floridos e casarios centenários de nossa próspera Vila de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, emergem as altivas Araucárias. Símbolo do Estado do Paraná, o Pinheiro está presente em óleo sobre tela nas obras de Josélia Nassar, seja ele solitário e in natura, em sutis pinceladas fauvistas, ou lado a lado como se uma revoada de gralhas azuis repousassem em seus bidimensionais e ali depositassem pinhões, que alimentados pelas cores e gestual da artista, florescem como um gigante pictórico.

Nesses 325 anos da Capital dos Paranaenses, a mostra “Luz dos Pinheirais” criada pela artista curitibana, faz desta elegante árvore seu tema principal e uma taça natural, convidando todos a um tradicional e enfático “tim-tim”.

pinheiro-81

Quem é Josélia Nassar?

Natural de Curitiba-PR, Josélia Nassar é licenciada em Pedagogia com especialização em Orientação Educacional pela UFPR, cursou Design de Interiores no CEPDAP, pintura no Colégio Nossa Senhora de Lourdes e frequentou ateliers livres, tais como, Pointevin, Galeria Artestil com Érico da Silva, Atelier Tânia Leal e Curso de desenho e pintura com o Artista Plástico José Maria Figueiredo em Vila do Conde /Portugal. Possui em seu currículo diversas exposições individuais e coletivas, premiações e salões de arte, destacando-se o 41° Salão de Arte Paranaense. Suas obras encontram-se em acervos particulares nacionais e internacionais.

artistas-e-suas-obrasServiço No Sofá:

Exposição “Luz dos Pinheirais” de Josélia Nassar

De: 27/02 a 09/05/2018

Horário Livre

Local: Espaço Cultural do Hospital IPO

Endereço: Rua Goiás, 60 – Água Verde

Térreo

41/ 3314-1500

Curitiba-PR

Entrada franca

pinheiro-14

*** Na visão do colunista social e jornalista João Nunes “a artista plástica Josélia Nassar está de parabéns pelo seu trabalho e dedicação em todos os detalhes. Obras lindas e coloridas , disse o jornalista, que já colocou na agenda a visitação ao espaço. Parabéns!!

Empresários e executivos participam do Business Connect em busca de negócios

IMG_Claudio Stringari_e_Alison Mazza Lubascher_e_Eduardo Jaime Martins_e_Eduardo Balaroti_foto Diogo Saavedra

 O vice-presidente da ADVB-PR , Claudio Stringari; a presidente da BPW Curitiba, Alison Mazza Lubascher; o presidente da ADVB-PR, Eduardo Jaime Martins; e o diretor de Marketing e Vendas da Rede Balaroti, Eduardo Balaroti

Foto: Diogo Saavedra/Divulgação

**** A presidente da BPW Curitiba- Business Professional Women, Alison Mazza Lubascher, e o presidente da ADVB-PR, Eduardo Jaime Martins, receberam mais de 90 pessoas, entre empresários e executivos, na primeira edição de 2018 do Business Connect, que teve como convidado o diretor de Marketing e Vendas da Rede Balaroti, Eduardo Balaroti. O evento foi realizado no Hard Rock Café nesta terça-feira, 27 de fevereiro, com o objetivo de fomentar e gerar novos negócios entre os participantes.

Mulheres marginalizadas são retratadas em exposição fotográfica

Na véspera do Dia Internacional da Mulher, chega a Curitiba a nova exposição de Gabriel Bonfim, que retrata a história de luta de mulheres como Maria da Penha e Juliana Caldas

 foto reduzida para release 2

A mulher e o seu lugar no mundo são o centro dos registros da nova exposição do fotógrafo brasileiro radicado na Suíça Gabriel Bonfim, que estreia em Curitiba em 07 de março (quarta-feira), véspera do Dia Internacional da Mulher. A mostra recebeu o título “M”, como referência a MULHER e, também, a MARIA, nome feminino mais popular na América do Sul, apresentando mulheres marginalizadas e que lutam para reconquistar seu espaço na sociedade, como Maria da Penha, a atriz anã Juliana Caldas, entre outras.

Em duas salas do Museu da Fotografia (no Solar do Barão), a exposição conta com fotografias em cores das mulheres apresentadas neste trabalho, além de uma videoinstalação em 11 telas e uma série de 12 imagens da coleção Portraits do acervo de arte de Gabriel Bonfim, com retratos feitos por ele em vários lugares do mundo.

Curitiba é a primeira cidade a inaugurar a exposição, que também será apresentada em São Paulo (em 08/03) e no Rio de Janeiro (14/03). “É uma cidade importante no âmbito nacional. Além de uma referência no campo da fotografia, verifiquei que há uma grande quantidade de grupos e instituições que lutam pelos direitos das mulheres na capital paranaense”, observa Gabriel Bonfim.  Curitiba será a cidade em que “M” permanecerá por mais tempo em cartaz, de 07 de março até 10 de junho, podendo ser visitada de terça a sexta das 9h às 12h e das 14h às 18h, e no sábado e domingo das 12h às 18h. A entrada é gratuita.

A exposição “M” tem como slogan “Meu lugar na sociedade”, e nela Gabriel Bonfim retrata cenas aparentemente comuns na vida de mulheres brasileiras. No registro da transexual na escadaria Selarón, no Rio de Janeiro, ou da Ialorixá na igreja da Ordem Terceira de São Francisco, em Salvador, as imagens descortinam histórias que levam o espectador a perceber algumas das dificuldades enfrentadas por essas mulheres.

“Busquei resgatar a história de luta de cada uma das minhas convidadas a partir de onde as fotografei. É como se ao retratá-las ali – nos mais belos e importantes locais no centro dessa sociedade – pudéssemos ressignificar aquele espaço e, assim, como protagonistas de suas próprias histórias, elas retomariam o seu lugar na sociedade que as marginalizou. Meu trabalho tem como objetivo trazer um pouco desse incômodo para que toque as pessoas e as leve a pensar”, declara Gabriel Bonfim.

O projeto desta exposição surgiu em 2013, em meio à sessão de fotos de Melissa, cuja história de luta por aceitação fez o fotógrafo iniciar uma pesquisa por nomes para compor a série. “Contrastar a beleza do lugar e a dor daquela história me fez querer retratar tantas outras mulheres e suas lutas cotidianas”, conta o fotógrafo.

As fotografias de “M”, que tem curadoria de Thomas Kurer, guardam ainda uma interação entre si, narrando um enredo bem típico da mulher brasileira. A partir da observação das histórias ambientadas nos mais diversos estados do país, as imagens convidam o visitante a uma reflexão sobre a forma de como tratamos as mulheres no geral e, em particular, sobre a luta de cada uma para ocupar o seu lugar na sociedade.

Em breve, Gabriel Bonfim vai inaugurar mais uma exposição em Curitiba, “De Fotografia à Tactography™”, especialmente criada para deficientes visuais, trazendo fotografias impressas em uma técnica de impressão 3D em alto relevo patenteada pelo fotógrafo.

Exposição M, de Gabriel Bonfim - Juliana CaldasQuem é Gabriel Bonfim?

Gabriel Bonfim nasceu em São Paulo em 1990. Desde cedo desenvolveu uma grande afeição pela arte. Depois de dedicar três anos à faculdade de Direito e de trabalhar em um escritório de advocacia, decidiu dedicar-se permanentemente à fotografia. Como fotógrafo de moda, desenvolveu sua habilidade profissional e técnica. Depois de anos de aprendizado e viagens pela Holanda, Alemanha e Bélgica, mudou-se para a Suíça, onde conheceu Thomas Kurer atualmente gerente de seu acervo. “Gabriel Bonfim tem um olhar excepcional para o ser humano e seu ambiente. Esse talento é o que o eleva de um fotografo de alta performance de pessoas para um Fotografo de Arte”, afirma Kurer. Em 2016, teve a sua primeira exposição individual De Fotografia à Tactography™ – para os olhos e para os dedos – no Museu da Imagem e do Som, em São Paulo, onde uniu seu olhar único à tecnologia Tactography™, que escaneia o objeto fotografado e mapeia as proporções e profundidade para criação de peças em 3D. Graças à Tactography™, a fotografia transforma-se em imagem para os deficientes visuais, e, ao pintá-la de branco, transforma-se em arte para os não deficientes. Em dez dias, a exposição atraiu um público de 2.1 mil pessoas, incluindo a cantora Anitta e sua amiga Natália Santos, blogger e youtuber (#ComoAssimCega).

 Exposição M, de Gabriel Bonfim - Naiana Ribeiro Grand FINAL_180114 (1) Exposição M, de Gabriel Bonfim - Melissa Rodrigues_130428

Serviço No Sofá:

Exposição “M”, de Gabriel Bonfim

Local: Museu da Fotografia da Cidade de Curitiba

Endereço: Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 533 (Solar do Barão) – Centro
Período de exposição: 07/03/18 a 10/06/18

Horários de visitação: de terça a sexta, das 9h às 12h e 14h às 18h, sábado e domingo, das 12h às 18h

Telefone: (41) 3321-3260

Entrada gratuita